Santos tem pressa na substituição de Vanderlei Luxemburgo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de dezembro de 2007 as 10:31, por: cdb

Depois do anúncio oficial de Vanderlei Luxemburgo, que não aceitou a proposta de renovação do Santos, a diretoria do clube trabalha rapidamente em busca do novo treinador da equipe.
Vários nomes surgiram nos bastidores do clube nos últimos dias. Mas alguns ganharam força, após a saída de Luxa. É o caso de Emerson Leão, que retorna de viagem dos Emirados Árabes, para negociar, Abel Braga, atualmente no Internacional, e Dorival Júnior, opção mais barata.

– Precisamos de um profissional da mais alta capacidade para desenvolver o projeto. Eu ainda não fui ao mercado, e agora vou. Não vou citar nomes, pois ainda não está decidido – avisou o presidente santista Marcelo Teixeira.

Ao contrário do mandatário, Luiz Antonio Ruas Capella, diretor de futebol, trabalhou com nomes, já que é um dos responsáveis pelas sondagens aos treinadores.

O Leão é um nome forte. Tem poucos nomes no futebol brasileiro em condições de assumir o Santos, e ele é um. O Abel estamos analisando também, mas sabemos que ele tem um bom contrato com o Inter – revelou Capella, sem citar Dorival Júnior.

Depois de uma longa negociação para renovar seu vínculo com o Santos, Vanderlei Luxemburgo anunciou, na tarde desta quinta-feira, em seu site oficial, que não seguirá no comando do Peixe na próxima temporada. Quem comemora é o Palmeiras, que já fez uma oferta para contar com treinador pela terceira vez.
 
– Após ter cumprido estes últimos dois anos de contrato com o Santos, onde alcançamos a conquista de dois títulos do Paulista (2006 e 2007), um vice-campeonato brasileiro e assegurado a participação em duas Copas Libertadores, venho aqui comunicar que não renovarei meu contrato – disse o treinador, em nota divulgada no site.
 
Luxemburgo tem contrato com o Santos até 31 de dezembro:
 
– A partir desta data estarei aberto para escutar uma proposta concreta de um clube da Inglaterra (que pode ser o Liverpool), bem como de outras equipes que estão interessadas em meu trabalho profissional – acrescentou o técnico, que ficou menos de um ano no futebol europeu comandando o Real Madri.