Santos joga no México pela Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 20 de maio de 2003 as 22:19, por: cdb

O clima é o mesmo do amistoso entre México e Brasil, realizado no final do mês de outubro. Os torcedores estão encantados com a presença em solo mexicano do Santos, que enfrenta nesta quarta-feira o Cruz Azul, no primeiro confronto das quartas-de-final da Copa Libertadores da América. O jornal El Universal não teve receio até em comparar Robinho a Pelé.

Alheio ao clima de festa, o Santos sabe que precisa de um bom resultado fora de casa para ficar mais perto da classificação. Mas a missão não será fácil, afinal o técnico Emerson Leão não vai contar com duas de suas maiores estrelas, o goleiro Fábio Costa e o atacante Ricardo Oliveira, ambos machucados. Júlio Sérgio e Douglas serão os substitutos.

Além disso, Alex vai entrar no campo no sacrifício, com dores no tornozelo. Para completar, o Santos tem mais um adversário: a altitude. “O clima seco traz dificuldades na respiração. O meu nariz já sangrou bastante”, afirmou o lateral Léo, primeira vítima do Peixe das condições climáticas.

Mesmo com a boa imagem deixada pelo Peixe nos últimos meses, o Cruz Azul garante que não vai entrar em campo com medo. “O Santos não me impressiona. É uma equipe com jogadores respeitáveis, mas que não se resume apenas ao Robinho e o Diego”, comentou o zagueiro Víctor Gutiérrez.

O técnico Enrique Meza terá todos os jogadores à disposição. Mas a principal preocupação do clube a partir de agora está na parte física dos atletas, que vão participar de quatro partodas nos próximos sete dias, entre compromissos do Campeonato Mexicano e da Copa Libertadores da América.

CRUZ AZUL X SANTOS

Data: 21/5/2003 (domingo)
Local: Estádio Azteca, na Cidade do México
Horário: 21h40
Árbitro: Óscar Julián Ruiz (COL)
Assistentes: Fernando Paneso (COL) e Dember Perdomo (COL)

Cruz Azul
Pérez; Brown, Gutiérrez, Galindo e Corona; Chitiva, Campos, Cabrera e Jiménez; Cacho e Palencia.
Técnico: Enrique Meza.

Santos
Júlio Sérgio; Reginaldo Araújo, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Diego e Elano; Robinho e Douglas
Técnico: Emerson Leão.