Samsung lança smartphone com sistema operacional próprio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de outubro de 2015 as 11:22, por: cdb

Por Redação, com Reuters – de Seul/Amsterdã:

A gigante de tecnologia Samsung Electronics lançou nesta quarta-feira o segundo smartphone com seu sistema operacional Tizen, em sua mais nova tentativa de aumentar a popularidade de seu ecossistema de software próprio.

A gigante de tecnologia Samsung Electronics lançou nesta quarta-feira o segundo smartphone com seu sistema operacional Tizen
A gigante de tecnologia Samsung Electronics lançou nesta quarta-feira o segundo smartphone com seu sistema operacional Tizen

A Samsung informou que o Z3 será vendido na Índia a partir de 21 de outubro por 8.490 rúpias indianas (US$ 130,59). Apesar de ser mais caro que o preço de lançamento de seu antecessor, o Z1, (5.700 rúpias), o novo celular oferece hardware melhorado incluindo um processador mais rápido, uma tela e câmeras de melhor qualidade.

A maior fabricante de smartphones do mundo está tentando reduzir sua dependência do Google, cujo sistema operacional Android está instalado nos smartphones Galaxy, os principais celulares da Samsung. A companhia também lançou outros produtos neste ano com o Tizen, incluindo o relógio inteligente Gear S2 e televisores premium.

Lucro

A Samsung Eletronics projetou no 7 deste mês um salto de lucro trimestral, superando as expectativas do mercado e elevando o valor de suas ações, apoiada em câmbio favorável e em vendas elevadas de componentes que podem ter minimizado fraqueza em celulares.

O tamanho do esperado aumento no lucro trimestral, o primeiro em dois anos, vai ajudar a acalmar preocupações de que os resultados da companhia não seriam capazes de compensar a perda de participação no mercado de smartphones para a Apple e competidores chineses.

A Samsung Eletronics estimou que seu lucro operacional do trimestre de julho a setembro pode saltar 80 % em comparação com o ano anterior, a 7,3 trilhões de wons (US$ 6,3 bilhões), maior do que a estimativa de 6,7 trilhões de wons de lucro que a Thomson Reuters SmartEstimate extraiu de consulta com 30 analistas de mercado.

Chips ASML

A ASML, principal fornecedora para fabricantes de semicondutores, informou nesta quarta-feira uma elevação dos resultados do terceiro trimestre, que, no entanto, ficaram abaixo das expectativas e se somaram a uma queda maior que o esperado em novos pedidos.

A companhia disse que alguns fabricantes de chips estão desacelerando investimentos ou esperam crescer menos, e a ASML enviará menos máquinas de sua mais nova geração neste ano do que o inicialmente esperado.

A empresa teve lucro líquido de 322 milhões de euros, alta de 32 % frente aos 244 milhões de euros no mesmo período do ano passado. As receitas subiram 17 %, para 1,55 bilhão de euros.

Analistas consultados pela Thomson Reuters previam lucro líquido de 324 milhões de euros e receitas de 1,58 bilhão de euros.

As novas encomendas somaram 904 milhões de euros, contra 1,4 bilhão de euros no mesmo período do ano passado, enquanto a previsão de analistas era de 1,04 bilhão de euros.

O presidente da companhia disse que a demanda de fabricantes de chips de memória continuará forte em 2016, mas em nível menor que os primeiros nove meses de 2015.