Rússia enfrenta dificuldades para ingressar na OMC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de julho de 2003 as 15:27, por: cdb

As negociações para o acesso da Rússia à Organização Mundial do Comércio (OMC) estão em fase de encontros bilaterais, na qual já há progressos, mas persistem as dificuldades em matéria de serviços, afirmou nesta quinta-feira o vice-ministro russo de Desenvolvimento Econômico e Comércio, Maxim Medvedkov.

O máximo representante da delegação russa disse que, atualmente, seu país se encontra em negociações sobre bens com 21 países-membros da OMC e com outros 17 em questões de serviços.

Em seu discurso nas negociações da OMC, Medvedkov disse que seu país se encontra “próximo de um acordo” sobre temas de comércio de bens com 25 países.

Ele reconheceu que há “dificuldades técnicas” nas negociações sobre serviços, mas considerou que, no conjunto, as discussões globais para o futuro acesso da Rússia à OMC registraram progressos.

Em entrevista coletiva, o representante russo expressou sua esperança de que, antes do fim deste ano, possam ser concluídas as negociações bilaterais para passar a uma fase mais avançada de diálogo.

Vários países reconheceram na OMC as dificuldades das negociações, especialmente em matéria de energia, já que a Rússia aplica um duplo sistema de preços que desejaria manter para compensar os elevados custos de transporte interno do país.

Representantes dos Estados Unidos na OMC disseram que há dois temas adicionais de divergência: o comércio aeronáutico e o avícola.

A Rússia esperava ingressar ainda este ano na OMC, mas, devido às questões pendentes, a delegação do país já reconheceu que as negociações vão durar mais que o previsto.