Rússia diz que não vai ratificar Protocolo de Kyoto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 3 de dezembro de 2003 as 09:43, por: cdb

A Rússia afirmou nesta terça-feira que não vai ratificar em sua atual forma o Protocolo de Kyoto, criado para atenuar o aquecimento global, o que pode inviabilizar a implementação do documento.

“O Protocolo de Kyoto coloca restrições significativas ao crescimento econômico da Rússia”, disse o assessor presidencial russo Andrei Illiarionov, durante a conferência dos países membros da Convenção de Mudanças Climáticas das Nações Unidas, aberta na segunda-feira na cidade italiana de Milão.

Como os Estados Unidos também rejeitaram o histórico pacto ambiental histórico, o Protocolo de Kyoto terá que ser renegociado ou os países que o assinaram terão que adotar suas disposições sozinhos.

O protocolo exige que os países industrializados reduzam suas emissões de seis gases que, os cientistas acreditam, estão acelerando a mudança natural no clima do planeta.

Os países signatários terão que reduzir suas emissões para 5,2% abaixo de seus níveis em 1990. O prazo para a redução vai de 2008 a 2012.

Mas vários cientistas afirmam que será necessário implementar reduções de 60% a 70% até a metade do século 21 para evitar mudanças climáticas drásticas.

Impacto

O secretário-executivo da Convenção de Mudanças Climáticas das Nações Unidas, Joke Waller-Hunter, disse à BBC que “é errôneo pensar que o protocolo terá um impacto tão pequeno que é irrelevante”.

“É um primeiro passo muito improtante, que pode levar a medidas de alcance muito maior”, disse Waller-Hunter.

O protocolo entraria em vigor com a ratificação de 55 países – inclusive países industrializados que são responsáveis por 55% das emissões de dióxido de carbono do mundo desenvolvido em 1990.

Alguns analistas dizem que a decisão do presidente americano, George W. Bush, de não ratificar o pacto já o condenara à irrelevância, mas o Protocolo de Kyoto teria futuro garantido se a Rússia, outro grande poluidor, se tornasse signatário.