Rússia destrói 1% de seu estoque de armas químicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de abril de 2003 as 20:00, por: cdb

A Rússia confirmou nesta segunda-feira em Haia ter destruído 1% de seu estoque de armas químicas, isto é 400 toneladas, de acordo com compromissos firmados ante a Organização para a proscrição de armas químicas (OIAC), integrada por 151 Estados.

“Destruímos 1% de nossas armas químicas”, afirmou Sergei Kirienko, presidente da Comissão russa de destruição de armas químicas, durante uma entrevista à imprensa, paralelamente a uma conferência da OIAC.

Kirienko precisou que esta primeira etapa do programa, que deve conduzir à destruição total das armas químicas do arsenal russo, havia sido cumprida “há dois dias”.

“Há um ano, pouca gente acreditava que seríamos capazes de cumprir nosso programa”, declarou Kirienko ao destacar “a vontade política e técnica da Rússia” de concretizar a destruição de suas armas químicas.

Acrescentou que até o mês de abril de 2007, a Rússia terá destruído 20% de seu arsenal de armas químicas e a totalidade delas até o ano 2012.

A OIAC, com sede em Haia, é encarregada de zelar pelo respeito à Convenção sobre a proscrição das armas químicas, que estipula a destruição deste tipo de armas.