Rumsfeld ganha prêmio por declaração mais confusa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 17:07, por: cdb

Um estranho comentário do secretário de Defesa americano, Donald Rumsfeld, a respeito da busca por armas de destruição em massa no Iraque, garantiu-lhe o prêmio “Foot in the Mouth” (algo como “meter o pé pelas mãos”), anunciado na segunda-feira pela Plain English Campaign (Campanha do Inglês Direto), da Grã-Bretanha.

Rumsfeld, conhecido por suas declarações duras e intransigentes, recebeu o prêmio pelo comentário mais desconcertante feito por uma pessoa pública.

– Relatórios afirmando que uma coisa não aconteceu sempre me interessam porque, como se sabe, existem coisas sabidas que se sabe; há coisas que sabemos que sabemos – Rumsfeld declarou durante uma entrevista coletiva.

– Também se sabe que existem coisas desconhecidas de que sabemos; quer dizer que sabemos que existem algumas coisas que não sabemos. Mas também existem coisas desconhecidas que não conhecemos – aquelas que não sabemos que não sabemos – completou a autoridade.

John Lister, porta-voz da organização que luta para que as informações sejam dadas em inglês claro e direto, declarou:

– Achamos que sabemos o que ele quer dizer. Mas não sabemos se sabemos mesmo.

Apesar de os comentários de Rumsfeld terem sido feitos em um briefing à imprensa em fevereiro de 2002, foram indicados para o prêmio deste ano.

Entre as pessoas que receberam o prêmio, em outras edições, estão a atriz americana Alicia Silverstone e o chanceler britânico Gordon Brown. No ano passado, o troféu foi para o ator Richard Gere, também americano.