Rumsfeld: “Coréia do Norte venderia material nuclear”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de fevereiro de 2003 as 16:57, por: cdb

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, disse acreditar que a Coréia do Norte venderia material para bombas atômicas a quem quisesse comprar. “Alguém tem dúvida de que eles não hesitariam em vender alguma porção do material para seis ou oito armas nucleares adicionais, pela oferta mais alta?”, perguntou Rumsfeld, durante conferência no Hoover Institute, em Washington.

Ele não indicou o que os EUA fariam se o regime comunista norte-coreano começasse a reprocessar material usado de suas usinas nucleares para produzir plutônio, que poderia ser usado na fabricação de armas nucleares, mas descartou a hipótese de oferecer ajuda econômica à Coréia do Norte em troca do abandono de um programa militar nuclear por esse país.

“Nós entramos em um novo ambiente de segurança no século 21. É possível que este seja o período mais perigoso que o mundo já conheceu “, sugeriu o secretário.

Rumsfeld defendeu a doutrina de ataques preventivos contra países ou grupos que representem ameaças aos EUA, mesmo que ela seja impopular na opinião pública mundial.

“Prevenir um ataque sempre é difícil. Convencer o público mundial de que há necessidade de uma ação preventiva, para parar uma coisa antes que ela aconteça, é ainda mais difícil”, acrescentou.

No momento, disse Rumsfeld, os EUA estão buscando uma via diplomática com a Coréia do Norte e ao mesmo tempo resistindo a entrar em conversações diretas com o regime norte-coreano.