Rousseff diz que justiça tarifária é recomposta por realinhamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de abril de 2003 as 15:48, por: cdb

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, disse há pouco que o realinhamento das tarifas de energia elétrica de 10%, autorizado nesta terça-feira, recompõe a “justiça tarifária”. Ela conversou com os jornalistas depois de participar de audiência pública na Comissão de Serviços de Infra-Estruntura do Senado.

Segundo a ministra, o realinhamento será feito da seguinte forma: 10% neste ano, 15% em 2004, 25% em 2005, 25% em 2006, e 25% em 2007. Dilma Rousseff disse que a recomposição deste ano, vai representar cerca de – 2% para as tarifas residenciais e +2% para as indústrias.

Na ocasião, a ministra disse também que a decisão de prorrogar por 24 meses o pagamento às empresas de energia elétrica da cota de variação da parcela A (custos não gerenciados pelas empresas) ocorreu porque a inflação está em queda. Segundo ela, essa parcela que vai ser paga em 2004 varia hoje entre quatro e sete pontos percentuais.

Dilma adiantou que estão em andamento negociações para compensar as empresas distribuidoras pela prorrogação desse pagamento. De acordo com a ministra, uma das formas de compensação poderia ser por meio de linha de crédito. Ela informou também que o pagamento da CVA está sendo corrigida com juros a partir desta terça-feira.