Roubada uma das esculturas mais valiosas do mundo, na Áustria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de maio de 2003 as 08:39, por: cdb

Uma estátua de ouro maciço avaliada em US$ 57 milhões (aproximadamente R$ 160 milhões) foi roubada do Museu de História da Arte de Viena, na Áustria.

A chamada Saliera, esculpida no século 16 por Benvenuto Cellini, é tão rara que foi apelidada de “Mona Lisa das esculturas”.

A polícia acredita que o roubo foi encomendado, já que a peça foi a única a ser retirada do museu.

Diz também que os ladrões devem ter subido em alguma estrutura até alcançar o primeiro andar, quebraram uma janela e subiram para onde estava a peça.

Os policiais disseram que havia alarmes com sensores de movimento por todos os lados e que há uma investigação para descobrir por quê eles não foram acionados.

A Saliera, que tem 26 cm de altura, é o único trabalho em ouro remanescente de Cellini.

O artista esculpiu uma figura masculina para representar o mar e outra feminina para representar a terra.

O roubo foi descoberto neste domingo e, de acordo com a diretoria do museu, a escultura tinha seguro.

– É impossível vendê-la no mercado formal – disse ele.

A Interpol já foi notificada sobre o crime e vai trabalhar juntamente com a polícia do país, além de receber ajuda da Grã-Bretanha, Itália e Alemanha.