Roni entra na justiça contra o Fluminense para receber atrasados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de dezembro de 2002 as 23:17, por: cdb

O atacante Roni entrou na Justiça do Trabalho contra o Fluminense. O jogador cobra mais de três meses de salários em atraso no valor de R$ 800 mil, além de outros direitos trabalhistas. De férias com a família em Goiás, Roni reivindica a liberação de seus direitos federativos.

O Fluminense deve dar sua posição oficial no início da tarde desta quinta-feira. A diretoria foi apanhada de surpresa com a iniciativa do atacante. O jogador saiu de férias falando em renovação de contrato, coisa que também deve ser tentada com Magno Alves.

Há cinco anos no clube, Roni teve momentos de altos e baixos no Tricolor e, durante o Campeonato Brasileiro deste ano, brigou com Magno Alves pela condição de companheiro de Romário no ataque. O jogador teve uma boa temporada e chegou a marcar oito gols na competição.

Renato Gaúcho se surpreende com a atitude do jogador

Assim como toda a diretoria do Fluminense, o técnico Renato Gaúcho ficou bastante surpreso ao saber que o atacante Roni entrou com uma ação na Justiça contra o clube, exigindo a liberação do seu vínculo federativo.

Renato, que mantém segredo sobre onde está passando férias, conversou por telefone com o vice de futebol Marcelo Penha, na manhã desta quinta-feira, pouco depois de saber da atitude de Roni:

“Conversei muito rapidamente com o Renato e ele mostrou-se bastante surpreso com o que aconteceu. Ele tinha interesse de manter o jogador no time para a próxima temporada e ficou chateado com a sua atitude”, afirmou o dirigente.

Renato ainda tem esperança de convencer Roni a retirar o processo e pretende conversar com ele por telefone o mais breve possível. O atacante viajou para Goiânia, sua cidade natal, para passar o final de ano com a família e não disse quando retornaria ao Rio.