Ronaldo quer mais 23 gols

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de outubro de 2002 as 23:14, por: cdb

Uma estréia que durou 26 minutos e foi descrita como mágica, cativante e fenomenal deixou Ronaldo ansioso para contribuir de maneira decisiva mais uma vez quando o Real Madrid enfrentar o Real Bétis na terça-feira.

Ronaldo precisou de apenas 60 segundos para marcar seu primeiro gol pela equipe espanhola, e de 14 minutos para fazer o segundo. Em pouco menos de meia hora, deixou a torcida que encheu o Santiago Bernabeu eufórica.

Com os dois gols marcados na vitória por 5 x 2 sobre o Alavés, faltam 23 para Ronaldo cumprir a meta de 25 gols em sua primeira temporada no Real.

Ele terá a chance de tentar marcar mais na terça-feira, quando o Real Madrid e o Real Bétis disputarem os 47 minutos restantes de uma partida que teve que ser interrompida por causa de falta de luz quando o Bétis liderava por 1 x 0.

Ronaldo nem mesmo fazia parte da equipe quando a partida começou em Sevilha no dia 14 de setembro mas, de acordo com as regras da Federação Espanhola, os clubes podem mudar sua escalação desde que usem jogadores que foram registrados para disputar aquela partida.

Isso deixa o técnico Vicente del Bosque com a opção de utilizar Ronaldo, que está ansioso para entrar em campo.

“Estou pronto para disputar a partida contra o Bétis agora”, disse Ronaldo a repórteres depois da estréia. “Só depende do técnico. Eu me senti bem forte quando terminou esse jogo e queria continuar jogando”.

“Não me senti sob pressão, mas estava ansioso para começar. Agora faltam mais 23 gols para marcar nesta temporada”, completou.

Os dois gols de Ronaldo cinco anos depois de marcar 33 pelo Barcelona na temporada de 1996/97 foram comemorados pela mídia espanhola.

“Ronaldo encantou o Bernabeu” foi a manchete do jornal El Mundo, que elogiou não só seus gols como sua contribuição geral para a partida.

“Em menos de meia hora Ronaldo teve tempo para mostrar as três características que o definem como jogador — eficiência, inteligência e generosidade”, dizia o jornal.

Para o El Pais, a performance de Ronaldo foi “espantosa para todo mundo”, e para o jornal esportiva Marca, sua espetacular estréia no Real foi “um minuto mágico”.