Ronaldo é um fenômeno, mas não é o melhor do mundo, diz Batistuta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de maio de 2003 as 22:42, por: cdb

O argentino Gabriel Batistuta, da Inter de Milão, disse na quarta-feira que o brasileiro Ronaldo “é um fenômeno”, mas não é o melhor jogador de futebol do mundo.

“Depois de sua operação, (Ronaldo) baixou notavelmente seu rendimento. Não sei se hoje é o melhor, mas seguramente está no grupo dos melhores, com gente de muito bom nível”, disse Batistuta em uma videoconferência à imprensa mexicana da Itália.

Batistuta colocou Ronaldo ao lado do que chamou de “grupo dos grandes”, no qual também incluiu seu compatriota Hernán Crespo e o italiano Christian Vieri, ambos companheiros da Inter de Milão, o espanhol Raúl, do Real Madrid, e o holandês Ruud van Nistelrooy, do Manchester United.

O atacante argentino, que no ano passado se aposentou da seleção, ratificou que não voltará a vestir a camisa “alviceleste”, alegando que já deu tudo o que tinha.

“Meu adeus à seleção é definitivo, e digo quase chorando, porque representou muito na minha vida esportiva. Dei tudo o que podia e não gostaria de estar somente por meu passado. O projeto da seleção é rumo ao Mundial de 2006 e não tenho possibilidades de chegar”, disse ele.

Sobre seu futuro, Batistuta disse que pode manter o nível máximo por mais dois anos, e deve jogar um ano extra de despedida, “para obter bons ingressos”.