Romário tem esperança de defender a Seleção nos próximos jogos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de outubro de 2001 as 10:39, por: cdb

O craque Romário espera ser convocado para os próximos jogos da seleção Brasileira contra a Bolívia e a Venezuela. E disse que o técnico da seleção, Felipão, tem que chamar os jogadores que estão em melhores condições físicas e técnicas. Ele disse ainda estar em ótima forma física e técnica.

Romário disse ainda que se não houver sacanagem como em 98, ele vai para a Copa do Mundo. A declaração foi dada ao programa Bola da Vez, da ESPM. Ele se referiu ao corte dele da seleção uma semana antes do Brasil estrear na Copa, pois os médicos alegavam que ele não iria se recuperar. Uma semana depois Romário entrou em campo pelo Flamengo.

O Baixinho, que deu uma entrevista para a Rádio Globo, aproveitou para
alfinetar o técnico Luiz Felipe Scolari. Na ocasião ele respondeu uma
provocação do treinador, que disse ter assistido o jogo entre Vasco e
Internacional, onde o Romário não jogou bem. O craque respondeu: “É bom que ele tenha visto os jogos contra o Cruzeiro, Flamengo e Botafogo também.” O jogador fez sete gols nesses três jogos.

Romário disse que pensou em parar de jogar futebol depois da Copa dos EUA, mas desistiu porque estava muito fácil fazer gols. E afirmou que não sabe quando vai parar de jogar, pois ainda está muito fácil fazer gols. Afirmou, ainda, que se jogasse no time de Pelé e Garrincha faria mais de mil gols. E que o atleta do século e o Maneco ainda jogariam da mesma forma hoje em dia. O comentário foi feito porque Felipão disse que “não se amarra cachorro com lingüiça”.

E ainda reconheceu que se não saísse tanto, seu físico seria bem melhor. Mas deixou claro que não bebe , não fuma e nem usa drogas. Mas deixou claro que sexo é bom até em dia de jogo, contrariando muitos treinadores.

Quando foi indagado sobre o que queria fazer quando parasse de jogar,
Romário disse que gostaria de comandar um time, assim como o Zico. Porém, disse que o futebol é tão sujo, que não teria estômago para agüentar.