Romário salva Fluminense

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de novembro de 2003 as 21:26, por: cdb

O São Caetano perdeu duas vezes neste sábado à noite no Maracanã: o jogo para o Fluminense por 2 a 1 e a quarta posição na tabela do Campeonato Brasileiro para o Internacional.

O time permanece na luta por uma vaga à Taça Libertadores da América de 2004, com 71 pontos, mas pode ser ultrapassado também pelo Coritiba, que tem 69 pontos e enfrenta neste domingo o Vitória, no Barradão.

Os cinco melhores do Brasileiro asseguram classificação para a competição internacional.

O resultado serviu, por outro lado, para aliviar a situação do Fluminense no Brasileiro. Agora, a equipe dificilmente será rebaixada à Série B. Para alcançar a vitória, o time das Laranjeiras contou com a estrela do atacante Romário.

Ele fez um gol, de pênalti, e esteve bem, criando chances e transmitindo confiança aos colegas do Tricolor. E tudo isso depois de passar a semana na Europa, onde tratou de assuntos particulares.

Romário viajou com estiramento muscular na virilha e só voltou ao Rio na noite da última sexta-feira. Sua escalação era uma incógnita até minutos antes da partida.

O São Caetano jogou mal, com excesso de toques no meio-de-campo e nenhuma criatividade. Parecia querer segurar o empate.

Por pouco, não deixou o Maracanã com placar mais desfavorável. E isso graças ao goleiro Sílvio Luís, que fez pelo menos três ótimas defesas. É verdade que Zé Carlos acertou um chute na trave ainda no primeiro tempo.

Mas, antes, Esquerdinha havia perdido dois gols e Romário desperdiçara oportunidade da pequena área, num dos lances em que Sílvio Luís se destacou.

Adhemar, em duas cobranças de falta, tentou o gol. No entanto, a pressão maior era sempre do Fluminense. Aos 14 do segundo tempo, Marcelo aproveitou cruzamento de Jadílson e abriu o marcador. O empate veio aos 30, numa jogada isolada, em chute cruzado de Warley.

Nem houve tempo para o São Caetano comemorar. Logo em seguida, Gustavo cometeu pênalti em Marcelo, cobrado aos 32 com perfeição por Romário.

No final, Serginho agrediu Romário e foi expulso. Houve invasão de campo e a partida esteve paralisada por três minutos.