Romário completa 50 jogos pelo Fluminense

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de dezembro de 2003 as 23:04, por: cdb

Em 11 de agosto de 2002, Romário fez sua primeira partida pelo Fluminense. Os tempos eram outros. Diante de 66 mil pessoas, o Tricolor venceu o Cruzeiro por 5 a 1, no Maracanã, com dois gols do Baixinho.

No domingo, contra o mesmo adversário, o atacante completa 50 jogos pelo clube. A torcida sabe que outra goleada, no atual campeão brasileiro, será praticamente impossível, mas sonha com um resultado que deixe o time mais longe do rebaixamento.

A média de gols de Romário, com a camisa do clube, está longe da que obteve nos 50 primeiros jogos por PSV e Barcelona, mas o atacante é a principal esperança de Renato Gaúcho. O técnico sempre afirma que o Fluminense é formado pelo atacante e mais dez.

Se pudesse escolher quatro jogadores para atuar no Tricolor, o treinador escolheria Romário e mais três. “Ronaldinho, Zidane, Rivaldo e o Baixinho, é claro”, disse o técnico.

No entanto, no Mineirão, Romário não costuma ter muita sorte: marcou apenas uma vez no estádio, quando ainda defendia o Vasco, na vitória por 3 a 1, nas semifinais da Copa João Havelange, em 2000.

O Baixinho não apareceu nesta quinta-feira nas Laranjeiras, mas sua ausência não assusta mais. Renato sabe que, como Romário está com 37 anos, ele não tem mais condições de acompanhar o ritmo de treinamento dos demais jogadores.

É normal duas ou três vezes por semana, o Baixinho não aparecer. Se treinar, corre o risco de estourar algum músculo. É melhor ele ficar fazendo um trabalho de musculação com o preparador-físico Armando Marcial, na clínica na Barra.