Rodrigo Rollemberg reitera compromisso com a redução das desigualdades sociais e com o desenvolvimento sustentável 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de março de 2011 as 16:40, por: cdb

Ao realizar o seu primeiro pronunciamento em Plenário, nesta terça-feira (22), o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) agradeceu sua eleição ao povo do Distrito Federal e reafirmou seus compromisso de campanha de lutar pela redução das desigualdades sociais, bem como pelo desenvolvimento sustentável.

– Sou um senador socialista. Como tal, além do inegociável compromisso com a ética, sinto-me contingenciado pelo compromisso inarredável de lutar pela redução das desigualdades sociais e regionais. Julgo ser esse o grande desafio que nossa geração terá de enfrentar – disse.

Rollemberg afirmou também pretender pautar sua atuação no Senado pela defesa do desenvolvimento nacional sustentável, segundo as “novas condições impostas pela ordem global”.

Em seu primeiro discurso, o parlamentar rendeu homenagens a companheiros de partido que contribuíram, conforme reconheceu, para seu amadurecimento político e pela sua escolha “por uma esquerda democrática, essencialmente humanista e visceralmente comprometida com a cidadania e com o ideal supremo de liberdade”.

Entre os nomes do seu partido homenageados, Rollemberg recordou-se do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, com quem, conforme afirmou, de várias lições recebidas, passou a compreender a importância de buscar sempre perceber as aspirações mais importantes do povo.

– Com efeito, Arraes ensinou-me, na prática, que, sobretudo em face de uma sociedade tão perversa e brutalmente desigual como a nossa, o verdadeiro sentido da política consiste em dar voz aos historicamente silenciados, em dar voz aos secularmente excluídos do processo de desenvolvimento nacional – assinalou.

Rollemberg se comprometeu também, na condição de membro do Senado, a se preocupar não apenas com temas da política interna brasileira, mas também com temas da política externa.

– Afinal está em jogo a plena inserção internacional de um país que caminha para ser uma das cinco maiores economias mundiais, que almeja ocupar posições de destaque em organismos multilaterais e que compreende as circunstâncias nas quais se consolida a efetiva mundialização da economia, e os riscos desse processo para os que não tiveram vez, para os que não têm voz – afirmou.

Em apartes, os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-PA), Itamar Franco (PPS-MG), Lúcia Vânia (PSDB-GO), Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), Eduardo Suplicy (PT-SP), Lindbergh Farias (PT-RJ), Valdemir Moka (PMDB-MS) e Cristovam Buarque (PDT-DF) parabenizaram Rodrigo Rollemberg pelo pronunciamento.

Da Redação / Agência Senado