Rodovias federais serão interditadas pelo governo de Minas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 16:00, por: cdb

A Secretaria Estadual de Transportes de Minas Gerais vai intervir emergencialmente nos trechos críticos das rodovias federais mineiras que ainda não foram licitados nem dispõem de contrato em andamento. A decisão foi resultado de uma reunião entre o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, o governador em exercício de Minas Gerais, Clésio Andrade, e o secretário de Transportes daquele estado, Agostinho Patrus, realizada na última semana em Belo Horizonte.

De acordo com a medida, as obras serão realizadas pelo governo do estado, enquanto o governo federal inicia o Programa de Recuperação e Manutenção das Rodovias nos trechos já licitados.

O programa, anunciado pelo ministro na semana anterior ao Carnaval, vai recuperar os pontos críticos da malha viária brasileira, com um investimento de R$ 700 milhões ao longo do ano.

A decisão de pedir a rápida intervenção do governo mineiro segue o modelo adotado na obra de recuperação do Anel Rodoviário de Belo Horizonte, segundo o qual a prefeitura da capital mineira foi autorizada a começar logo uma operação tapa-buracos.

Enquanto isso, uma equipe de técnicos do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) fez um levantamento das condições daquele sistema viário e dos recursos necessários para sua recuperação total.