Roberto Marinho foi um dos homens que construiu o século XX, diz FGV

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de agosto de 2003 as 17:31, por: cdb

O presidente da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o economista Carlos Ivan Simonsen Leal, lamentou a morte do jornalista Roberto Marinho, a quem considera um dos homens que fizeram o século XX no Brasil.
 
O economista elogiou a capacidade empreendedora do presidente das Organizações Globo, que construiu um conglomerado que emprega milhares de pessoas em todo o país.
 
— O falecimento de Roberto Marinho nos entristece a todos. Este momento é motivo de tristeza, mas também de reflexão sobre essa bela vida. Se o Brasil tivesse mais homens como Roberto Marinho, seria mais desenvolvido. Ele foi capaz de criar um conglomerado que emprega milhares de pessoas, sempre batalhando na iniciativa privada. Construiu um império com sua determinação, inteligência e sagacidade e todos devemos nos levantar e bater palmas pela beleza desta vida. Roberto Marinho foi um dos homens que fizeram o século XX no Brasil — disse o presidente da FGV.