Rio terá operação especial de trânsito para a Maratona Feminina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de agosto de 2016 as 14:55, por: cdb

A operação contará com a participação de 240 agentes de trânsito da Prefeitura do Rio, entre guardas municipais e controladores da CET-Rio

Por Redação, com ARN – do Rio de Janeiro:

 

Marcada para o próximo domingo, a Maratona Feminina vai percorrer 42 quilômetros pelas ruas da Zona Portuária, Centro, Flamengo e Botafogo, o que provocará interdições de tráfego a partir desta sexta-feira.

A partir das 21h, a operação de trânsito começará devido à desmontagem da estrutura do tiro com arco e, em seguida, a montagem da estrutura da maratona com o fechamento da Avenida Salvador de Sá. Às 22h de sábado ocorre à interdição ao tráfego de veículos da Avenida Nações Unidas (Enseada de Botafogo) e Aterro do Flamengo.

Marcada para o próximo domingo, a Maratona Feminina vai percorrer 42 quilômetros pelas ruas da Zona Portuária, Centro, Flamengo e Botafogo
Marcada para o próximo domingo, a Maratona Feminina vai percorrer 42 quilômetros pelas ruas da Zona Portuária, Centro, Flamengo e Botafogo

A Via Expressa Marcello Alencar será bloqueada em ambos os sentidos, das 6h às 13h. A Praça da República também estará interditada a partir da Rua Frei Caneca, sendo garantido o acesso ao Hospital Souza Aguiar. A largada da prova será no Sambódromo às 9h30. As maratonistas irão percorrer os bairros Centro, Catete, Glória, Flamengo, Botafogo e Zona Portuária. A chegada das atletas ao fim da prova está prevista para às 12h30, na Rua Marquês de Sapucaí.

A partir da meia noite de domingo, ocorrerá à interdição da pista central da Avenida Presidente Vargas, sentido Candelária, e da Rua Benedito Hipólito a partir da Rua Carmo Neto.  Ainda na Presidente Vargas, às 7h, serão interditadas as pistas lateral, sentido Candelária, e central, sentido Praça da Bandeira. Os cruzamentos ficarão liberados até às 8h30.

A Via Expressa Marcello Alencar será bloqueada em ambos os sentidos, das 6h às 13h. A Praça da República também estará interditada a partir da Rua Frei Caneca, sendo garantido o acesso ao Hospital Souza Aguiar.As maratonistas irão percorrer os seguintes bairros: Centro, Catete, Glória, Flamengo, Botafogo e Zona Portuária. A chegada das atletas ao fim da prova está prevista para às 12h30, na Rua Marquês de Sapucaí.

A operação contará com a participação de 240 agentes de trânsito da Prefeitura do Rio, entre guardas municipais e controladores da CET-Rio. As forças de trabalho realizarão as intervenções de tráfego necessárias para manter a fluidez, ordenar os cruzamentos e orientar motoristas e pedestres.

Serão utilizados 24 painéis de mensagens variáveis, que passarão orientações aos motoristas e informarão sobre as condições do tráfego. O Centro de Operações Rio (COR) fará o monitoramento da área do evento com câmeras e os técnicos da CET-Rio irão implantar ajustes na programação dos semáforos, sempre que necessário, com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito.

Avenida Marques de Sapucaí, Avenida Presidente Vargas, Avenida Rio Branco, Rua Araújo Porto Alegre, Avenida Presidente Antônio Carlos, Rua Santa Luzia, Avenida Marechal Câmara, Avenida Infante Dom Henrique e Avenida das Nações Unidas, compondo o loop que será executado três vezes, Avenida General Justo, Praça Marechal Ancora, Praça XV, Rua Primeiro de Março, Rua Visconde de Inhaúma, Avenida Rodrigues Alves, Avenida Rio Branco, Avenida Presidente Vargas e Avenida Marques de Sapucaí.

VLT Carioca

Os testes da segunda etapa do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT Carioca) chegaram até a Avenida Rio Branco nesta quinta-feira. Antes, as movimentações foram realizadas entre a Praça da República (futura parada Saara) e a Rua do Verde.

Com a extensão do percurso, os testes alcançarão o local da parada Colombo, próxima ao cruzamento da Sete de Setembro com a Rio Branco e já no trecho de ligação com a primeira etapa, que atualmente conecta a Rodoviária ao Aeroporto Santos Dumont.

Com operação prevista para esse semestre, o segundo trecho do VLT ligará a Central do Brasil à Praça XV. Além das integrações atuais com ônibus, metrô, aeroporto e terminal de cruzeiros, passarão a existir conexões com trens, barcas e teleférico da Providência. Áreas históricas da cidade, como a Rua da Constituição e a Praça Tiradentes, contarão com uma nova forma de deslocamento pelo Centro e Região Portuária.