Rio tem volume de exportações recorde em agosto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de setembro de 2004 as 17:29, por: cdb

O volume de exportações do Rio em agosto foi recorde histórico: US$ 677,8 milhões, um crescimento de 122,3% em relação ao mesmo mês em 2003. O resultado foi favorecido pelas vendas do petróleo, que alcançaram US$ 280 milhões, crescendo 147,9% em relação a agosto de 2003. Somente este produto teve uma participação de 41,3% nas exportações do mês passado. As informações constam do Boletim de Comércio Exterior do Rio de Janeiro, produzido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

“O bom desempenho não se restringiu apenas a esse produto. Houve também crescimento expressivo das exportações dos demais produtos com peso alto na pauta de exportações do estado, como os laminados de aço, que tiveram um crescimento de 95% com relação ao mesmo período do ano passado”, explicou a economista Luciana de Sá, chefe da Assessoria de Pesquisas Econômicas da Firjan.

Os óleos combustíveis também subiram 75%, na comparação com agosto de 2003. Os produtos siderúrgicos básicos e os automóveis, caminhões e ônibus são outros que vêm se destacando bastante como produtos com bastante penetração no mercado externo”, completou Luciana. O boletim revela que a balança comercial fluminense teve saldo positivo de US$ 74,1 milhões no período, reduzindo o déficit acumulado no ano para US$ 51,1 milhões.

Os Estados Unidos foram o principal parceiro comercial do Rio, tanto para exportações quanto para importações. Os norte-americanos compraram US$ 77 milhões e venderam US$ 108 milhões. O bloco econômico que mais comercializou com o Rio foi a União Européia, que importou US$ 159 milhões e exportou US$ 128 milhões.