Rio e SuperVia lançam campanha ‘Não Caminhe nos Trilhos’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de outubro de 2015 as 14:43, por: cdb

Por Redação, com ARN – do Rio de Janeiro:

A Secretaria estadual de Transportes do Rio (Setrans)​ e a ​SuperVia lançaram a campanha ‘Não Caminhe nos Trilhos’ com o objetivo de alertar pessoas sobre os perigos de andar nos trilhos do trem. Até 14 de novembro, a campanha de conscientização estará presente em mídia impressa, TV e rádio. As peças alertam para o comportamento seguro nas proximidades da via férrea.

A Secretaria estadual de Transportes do Rio (Setrans)​ e a ​SuperVia lançaram a campanha ‘Não Caminhe nos Trilhos’
A Secretaria estadual de Transportes do Rio (Setrans)​ e a ​SuperVia lançaram a campanha ‘Não Caminhe nos Trilhos’

Em 51 comunidades localizadas em bairros por onde passam trens dos ramais Deodoro, Japeri, Santa Cruz, Saracuruna e Belford Roxo, a concessionária SuperVia, em parceria com os moradores, instalará outdoors sociais com mensagens sobre os riscos de estar próximo aos trilhos e distribuirá panfletos de conscientização. Além disso, carros de som irão circular pelas regiões no entorno da linha férrea, transmitindo informações com um jingle em ritmo de funk.

O trabalho de divulgação também contará com apoio de 90 promotores da SuperVia e agentes da Setrans, que estarão nas comunidades onde há grande maior incidência de acesso irregular à via, próximas às estações Austin, Engenheiro Pedreira, Japeri, Gramacho, Campos Elíseos, Jardim Primavera, Honório Gurgel, São João de Meriti e Deodoro, distribuindo panfletos e orientando pedestres sobre a importância dos cuidados necessários para evitar acidentes.

– Estamos preocupados porque com o aumento do número de trens também tem aumentado a quantidade de atropelamentos. Andar pela via férrea ou atravessá-la em pontos sem sinalização não é apenas proibido, representa um grande risco para o indivíduo e para o sistema. O objetivo da campanha é conscientizar os cidadãos sobre estes riscos e alertar para a necessidade de mudança de comportamento – disse o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio.

De janeiro a setembro deste ano, a concessionária registrou a presença de mais de 74,5 mil pessoas transitando na via, o que representa, aproximadamente, 11 pessoas por hora.

Mais informações

De janeiro a setembro de 2015, já foram encontrados 30 pedestres gravemente feridos e registradas 33 ocorrências de atropelamentos.

Em todo o ano de 2014, foram contabilizados 11 atropelamentos, menos da metade registrada neste ano.

Após ter o freio acionado para evitar atropelamentos, um trem que circula a 80 km/h percorre quase 400 metros até parar totalmente. Se a composição estiver a 30 km/h, a distância percorrida é de pelo menos 60 metros.

Pela legislação em vigor é proibido caminhar no leito da ferrovia e atravessar em passagens não sinalizadas.

Bilhete Único

O preço do Bilhete Único que integra ônibus e trens vai aumentar 25,53% a partir de 0h deste sábado no Rio e as passagens no município vão pular de R$ 4,70 para R$ 5,90. A decisão da prefeitura, motivada por suposto desequilíbrio financeiro da SuperVia, atinge mais de 50 mil passageiros e está contida em decreto do prefeito Eduardo Paes.

O Bilhete Único representa um desconto para o consumidor. Antes, ele pagava duas passagens, o que hoje corresponde a R$ 6,70 para pegar um ônibus e um trem no intervalo de até 2h30 dentro do município – com o Bilhete Único, o mesmo trajeto custará R$ 5,90.

O último aumento dos ônibus entrou em vigor no dia 10 de janeiro, quando a passagem subiu de R$ 3 para R$ 3,40. Já o último reajuste dos trens foi em fevereiro, quando a passagem passou de R$ 3,20 para R$ 3,30.