Rio é sede de discussão sobre moralidade pública e transparência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 12:07, por: cdb

O IV Seminário Internacional da Comissão de Ética Pública tem como público alvo pessoas que querem cumprir a lei e zelar pelo cumprimento do código da condulta governamental. A definição foi dada pelo presidente da Comissão, João Geraldo Piquet Carneiro, ao abrir nesta segunda-feira, no Rio, o encontro realizado com apoio da Petrobras e do BNDES, na sede do banco .

Piquet Carneiro destacou que é a primeira vez que a reunião acontece no governo Lula. É também a primeira vez que participam do encontro 30% dos gestores da ética, entre os 165 representantes setoriais de diversos órgãos do governo. Segundo ele, nunca foi tão elevada a expectativa da sociedade brasileira em relação ao tema da moralidade pública e da transparência.

O presidente do BNDES, Carlos Lessar participou da solenidade de abertura e disse que o Brasil vive nas últimas décadas uma experiência robusta de democracia. Para ele, a democracia brasileira dá sinais de que se move em direção a um horizonte ético superior, que tem como exemplo os desvios de condulta que são noticiados pela imprensa. Observou que a exposição desses fatos não denigre o país.