Rio acionar sistema de alerta e alarme em comunidades na Zona Sul

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de abril de 2015 as 14:14, por: cdb
Um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro a partir de 125mm de chuva em 24 horas
Um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro a partir de 125mm de chuva em 24 horas

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa que devido à chuva que atingiu a cidade nas últimas horas foi acionado, de forma preventiva, o Sistema de Alerta e Alarme Comunitário da Prefeitura do Rio em duas comunidades da Zona Sul da cidade.

As sirenes dos morros do Chapéu Mangueira e da Babilônia foram disparadas por volta das 9h30 desta quinta-feira, e os moradores orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil Municipal a se dirigirem aos pontos de apoio.

Um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro a partir de 125mm de chuva em 24 horas, o que pode deixar a encosta vulnerável a deslizamentos.  Na estação pluviométrica do Chapéu Mangueira foi registrado o acumulado 144,08mm. As sirenes ainda estão acionadas e os moradores devem permanecer em locais seguros e aguardarem as orientações dos técnicos da Defesa Civil Municipal para retornarem para suas casas em segurança.

A Defesa Civil não registrou ocorrências graves nas comunidades mais atingidas pela chuva e as equipes realizaram vistorias para verificar as condições estruturais dos imóveis das áreas de risco.

Antes das sirenes tocarem, as lideranças comunitárias treinadas pela Defesa Civil já haviam informado aos moradores sobre a possibilidade de evacuação assim que receberam as mensagens nos celulares que a Prefeitura do Rio disponibilizou e que compõem o sistema de alerta preventivo.

Os equipamentos funcionam nos locais apontados por mapeamento elaborado pela Geo-Rio, que identificou todas as comunidades que têm pontos com alto risco de deslizamento na cidade e integram o sistema de alerta comunitário desenvolvido pela Defesa Civil, que tem o objetivo de reforçar a atuação em casos de urgências. Todas as comunidades mapeadas contam com representantes treinados. As sirenes são acionadas caso a Defesa Civil e o Alerta Rio identifiquem que as chuvas atingiram níveis críticos, baseados nas informações coletadas no Centro de Operações Rio, que monitora a cidade 24 horas.

Todo o município permanece em Estágio de Atenção. A Prefeitura do Rio pede que a população siga as orientações dos agentes públicos. O telefone de emergência da Defesa Civil é o 199.