Reunião entre secretário de Transportes de São Paulo e ferroviários em greve acaba sem acordo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 08:50, por: cdb

Vinicius Konchinski
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – A reunião entre o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Jurandir Fernandes, e os ferroviários em greve terminou sem acordo. Fernandes solicitou hoje (2) que os grevistas antecipassem a assembleia da categoria que pode encerrar a paralisação. Os ferroviários, porém, mantiveram a reunião para as 18h.

Com isso, os trens metropolitanos da Grande São Paulo devem permanecer parados até, no mínimo, às 18h. A paralisação do serviço atinge as 89 estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e atinge cerca de 2,4 milhões de passageiros.

Os ferroviários estão em greve desde ontem. Eles reivindicam um aumento real de 5%. O governo paulista já ofereceu um aumento real de 1,5% para a categoria.

Desde às 11h, representantes dos ferroviários e da CPTM participam de uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Na reunião, os trabalhadores e a empresa podem chegar a um acordo sobre um reajuste salarial. Caso isso ocorra, os termos do acordo terão de ser aprovados na assembleia da categoria para que os trabalhadores voltem ao serviço.

 

Edição: Lílian Beraldo