Retrospectiva: Veja como foi o esporte em 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de dezembro de 2003 as 09:28, por: cdb

O esporte em 2003 teve grandes momentos. A conquista de Daiane dos Santos, o sexto título de F1 do alemão Michael Schumacher, o campeonato Brasileiro por pontos corridos, o Palmeiras na segundona, o Brasil no Pan, o Basquete e muito mais. O Correio do Brasil fez uma retrospectiva do que de melhor aconteceu em 2003 nos esportes.
 
 
Futebol: que vença o melhor
 
O ano de 2003 pode ficar marcado para história do futebol brasileiro, ano em que o Campeonato Brasileiro foi de pontos corridos, ano em que grandes, como Palmeiras e Botafogo, disputaram dentro de campo o retorno à elite do futebol, ano em que o Cruzeiro foi coroado com a chamada “tríplice coroa”, quando conquistou o Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e o Brasileiro.
 
Cruzeiro
 
No futebol ninguém segurou o Cruzeiro, sobe a batuta de Wanderlei Luxemburgo, a equipe mineira conquistou tudo o que disputou. Com uma infra-estrutura de dar inveja, a raposa chegou aos 100 pontos no Brasileirão, marcou mais de 100 gols, revelou Mota, atacante, Edu Dracena, zagueiro e confirmou o talento do meia Alex.
 
A raposa havia conquistado o Campeonato Mineiro no início da temporada e depois, frente ao Flamengo, a Copa do Brasil. Com a vaga na Libertadores, o Cruzeiro abriu uma nova vaga para a maior competição Sul-americana. Com isso, Santos, São Paulo, São Caetano e Coritiba vão representar o futebol brasileiro em 2004. Fortaleza, que obteve grande média de público nas partidas realizadas em casa, foi rebaixado ao lado do Bahia.
 
Palmeiras e Botafogo
 
No final de 2002 parecia que tudo estava acabado para o Botafogo, time em que Garrincha foi ídolo e para o Palmeiras, que no inicio dos anos 90 havia ganhado tudo, mas o trabalho e a vergonha na cara deram a estes clubes o passaporte de volta à elite do futebol brasileiro.
 
Disputando a Segundona, ao lado de Clubes como Marilia, Anapolina e outros, os “grandes” tiveram dificuldades para conseguir o êxito. Botafogo teve um início de campeonato melhor do que o time paulista, mas tanto Botafogo quanto Palmeiras, figuraram entre os primeiros na Série B. Na fase final, um quadrangular decisivo. Ao lado de Sport, campeão brasileiro de 1987, e Marilia, surpresa da competição, Palmeiras e Botafogo conseguiram as vagas. O time paulista foi campeão e o Botagogo o vice.
 
 
Daiane dos Santos, ela veio pra ficar
 
A ginasta gaúcha, Daiane dos Santos, ganhou medalha de ouro na Copa do Mundo de Stuttgar e no Mundial de Anaheim, as primeiras da história da ginástica brasileira.
 
A Federação Internacional de Ginástica (FIG) confirmou oficialmente a inclusão do elemento “Dos Santos” (duplo twist carpado) no código de pontuação da modalidade. O movimento foi apresentado pela brasileira Daiane dos Santos no Mundial de Anaheim (EUA), em agosto.

A apresentação nos exercícios do solo garantiu a ginasta gaúcha a inédita medalha de ouro no Mundial. O elemento recebeu a nota Super E (grau máximo de dificuldade). Daiane ficava conhecida internacionalmente pelo sobrenome “Dos Santos”.
 
 
Schumacher, campeão (hexa)

 
Nas pistas da F1, principal categoria do automobilismo, deu Schumacher. O alemão conquistou em 2003 o hexacampeonato da categoria. Mesmo com algumas mudanças, como forma de pontuação e a maneira dos treinos, o alemão não teve dificuldade para conquistar o sexto título da categoria.
 
Aos 34 anos, o alemão quebrava o recorde de títulos da categoria, sendo, agora, o maior vencedor. Após o triunfo, Schumacher comemorou ao seu estilo: destruiu tudo que encontrava pela frente. Tomou um porre inesquecível no Japão, com direito a quebrar TV, geladeira e cama do hotel.
 
O Brasil no melhor Pan-americano de todos os tempos
  
O