Retrospectiva: Veja as personalidades que morreram em 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de dezembro de 2003 as 09:19, por: cdb

O mundo perdeu grandes personalidades neste ano de 2003. Vamos recordar alguns momento vividos por eles.
 
Cinema
 
Ator americano, Gregory Peck, morre aos 87 anos, durante a noite, ao lado de sua mulher, Veronique. O veterano galã hollywoodiano foi premiado com o Oscar de Melhor Ator pelo filme “O Sol é Para Todos”, em 1962.
 
 
Atriz americana, Katharine Hepburn, morre aos 96 anos, em sua casa de Old Saybrook (Connecticut), cercada de familiares e amigos. Ganhadora de quatro Oscar, era conhecida como a Primeira-dama do Cinema, por ser recordista de prêmios Oscar. Trabalhou desde o início da década de 30 até os anos 90, quando foi forçada a se aposentar devido ao Mal de Parkinson.
 
 
Ator americano, Charles Bronson, morre aos 81 anos, no hospital Cedars-Sinai de Los Angeles, vítima de uma pneumonia. Um dos últimos “durões” de Hollywood. O ator rodou 97 filmes de cinema e TV, além de participar de vários episódios de séries, quase sempre como um rude vaqueiro, bandido, soldado, um caçador de recompensas, ou um vingador sanguinário contra malvados criminosos, papel que era sua especialidade.
 
 
Nacional
 
Jornalista, presidente das Organizações Globo, Roberto Marinho, morre aos 98 anos, no hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, de embolia pulmonar maciça, em decorrência de uma trombose. O empresário sofreu um edema pulmonar pela manhã, em sua residência no Cosme Velho. A última aparição pública de Roberto Marinho foi no dia 29 de julho, quando participou da missa comemorativa aos 78 anos de fundação do jornal O Globo. Várias personalidades do meio artístico e político passaram pelo velório. Entre eles, Xuxa, Luciano Huck, Renata Sorrah, Elizabeth Savala, Hans Donner, Faustão, a escritora Nélida Piñon, Márcio Garcia, Renato Aragão e Xuxa Lopes. “Ele representa a história da minha carreira artística”, resumiu Renata Sorrah.
 
 
Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Sérgio Vieira de Mello,  morre em um atentado no Iraque. A morte dele é, até hoje, amplamente lamentada em todo o mundo. O secretário-geral da ONU lamentou a morte de Sérgio Vieira de Mello, que “trabalhou dia e noite para que os iraquianos pudessem construir seu próprio destino e um futuro em paz”. Annan disse que a morte do diplomata brasileiro é uma grande perda “pessoal e para as Nações Unidas”. O atentado com um caminhão-bomba ocorreu em Bagdá e matando o brasileiro Vieira de Mello e pelo menos 15 subordinados dele. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a morte do enviado especial da ONU ao Iraque e decretou luto oficial de três dias no país. “É uma perda lamentável para o Brasil, já que Vieira de Mello foi um homem que honrou a imagem do país no exterior”, declarou Lula. O presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), classificou a morte de Vieira de Mello como uma perda irreparável para a diplomacia internacional.”Perde o Brasil o seu nome mais expressivo na burocracia internacional, dos organismos multilaterais”, disse.
 
Deputado e presidente do PTB, José Carlos Martinez, veio da falecer na queda de um avião monomotor. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Florestal encontraram os destroços do avião, que já tinha sido localizado pelos radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta). Além de Martinez, dois assessores, André e João Luis, e o piloto Cláudio Luiz da Luz estavam a bordo.
 
 
Música
 
Cantor, Barry White, morre aos 58 anos. Ele estava internado no hospital Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles, e foi vítima de problemas relacionados a uma antiga condição de hipertensão e conseqüente insuficiência renal provocada por pressão alta. Ele passava por um tratamento de hemodiálise e estava hospitalizado desde setembro.
 
 
Rappe