Resolução para proteger funcionários é aprovada pela ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de agosto de 2003 as 23:38, por: cdb

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou por unanimidade nesta terça-feira uma resolução que visa a melhorar a segurança de trabalhadores humanitários em missão pelo mundo e passa a considerar como crime de guerra os ataques contra funcionários da entidade e de outras organizações de ajuda.

A resolução foi proposta pelo México em parceria com a França, Alemanha, Rússia, Bulgária e Síria em abril. Sua aprovação ocorre poucos dias após o ataque ao edifício-sede da ONU em Bagdá. No atentado de 19 de agosto, morreram 23 pessoas, entre elas o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, chefe da missão da ONU no Iraque.

A resolução exorta os países a punir pessoas acusadas de cometer crimes contra funcionários da ONU e contra organizações não-governamentais em missões humanitárias. A resolução determina que os países criem leis equiparando crimes contra trabalhadores humanitários a crimes de guerra.