Réplica da Estátua da Liberdade é alvo de protestos no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de março de 2003 as 16:13, por: cdb

Um grupo de cerca de 30 estudantes jogaram ovos com tinta vermelha numa réplica da Estátua da Liberdade que fica na frente do New York City Center, shopping localizado na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), em protesto à guerra dos EUA contra o Iraque.

Houve uma pequena confusão e dois estudantes, Alan Frick, 23, e F.R., 17, foram detidos e encaminhados para a delegacia da Barra.

Os manifestantes não conseguiram entrar no shopping, já que cerca de 30 policiais e seguranças faziam a guarda do local.

Durante a manifestação, os estudantes queimaram um cartaz com uma foto do presidente dos EUA, George Bush, onde ele aparecia com um pequeno bigode numa alusão ao ditador nazista Adolf Hitler.

Os estudantes ainda gritaram palavras de ordem como “chega de bombas, chega de ataque, fora o imperialismo no Iraque” e “Bush fascista, porco imperialista”.

Segundo Frick, que é presidente da União dos Estudantes Estaduais do Rio, a estátua foi escolhida porque é uma afronta à inteligência do brasileiro, e que a tinta vermelha representa o sangue derramado pelo petroleo que os EUA querem.

No chão em frente ao shopping, foram pintadas as frases “não à guerra” e “fora imperialismo”.