Renovação de Roberto Carlos fica para 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de dezembro de 2003 as 23:00, por: cdb

O final de 2003 no Real Madrid deixa um assunto pendente para o começo de 2004: a renovação do brasileiro Roberto Carlos.

Depois de ampliar o contrato de Raúl González, Michel Salgado e José María Gutiérrez “Guti”, a diretoria do Real deseja renovar com o lateral brasileiro, como reconhece o diretor-geral, Jorge Valdano, embora o jogador confesse agora não ter “nenhuma pressa para renovar”.

O contrato do jogador termina no dia 30 de junho de 2005 e cada parte começou a posicionar-se antes das primeiras reuniões.

Para a diretoria, depois das renovações de Raúl, Michel Salgado e Guti, a ampliação de contrato de Roberto Carlos é o próximo objetivo, como reconheceu o diretor-geral esportivo, Jorge Valdano.

– Tínhamos urgência com Michel Salgado porque terminava no dia 30 de junho de 2004, Roberto acaba um ano depois. Podemos analisar com calma embora nosso desejo seja que fique no Real Madrid e que alcancemos um acordo o mais rápido possível – disse Valdano para a Cadeia Aposte.

– Entendo que Roberto Carlos deseja seguir no clube e se é assim, não vai a haver grandes problemas para chegar a um acordo, mas convém esperar – acrescentou o diretor-geral esportivo.

A resposta não tardou a chegar. Um dia depois, Roberto Carlos marcou as pontos de uma futura negociação e realizou uma declaração de intenções deixando claro que quer assinar o último contrato de sua carreira, que será o melhor desde o ponto de vista econômico.

“Não tenho nenhuma pressa para renovar”, afirmou para Onda Zero o lateral-esquerdo brasileiro. “Sei que no próximo ano e meio vou ganhar muitos títulos com o Real Madrid e que tentarei manter sempre uma boa regularidade.”

Roberto Carlos deixou claro que não vai renovar a qualquer preço e coloca acima o bem-estar pessoal e de suas filhas para decidir pelo último contrato de sua carreira, que pode ter uma duração de seis anos.

– Com trinta anos vou assinar meu último contrato e espero jogar até os trinta e seis ou trinta e sete. Tenho que pensar bem, fazer o melhor contrato de toda minha carreira esportiva e se é no Real Madrid, muito melhor. Não tenho nenhuma pressa em renovar – disse.

O jogador brasileiro, um dos capitães da equipe, reconheceu ter falado com o presidente, Florentino Pérez, de sua renovação, embora não tenha tratado aspectos econômicos nem a duração do próximo contrato.