Reinaldo quer se vingar do Santos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de fevereiro de 2003 as 14:40, por: cdb

“A saída do Reinaldo ainda no primeiro tempo por contusão foi um dos principais fatores da eliminação para o Santos no Brasileiro”.

A afirmação acima é do técnico Oswaldo de Oliveira. E será com essa responsabilidade que o atacante entrará em campo, neste sábado, para tentar ajudar o São Paulo no clássico decisivo diante do Peixe, na Vila Belmiro.

“Realmente não é nada fácil. Todos estão esperando muito do Reinaldo e espero corresponder. Com a ajuda dos meus companheiros, eu vou tentar fazer os gols necessários para o São Paulo”, afirmou o camisa 11.

Para se motivar ainda mais, o atacante está alimentando o sentimento de vingança dentro do elenco. Segundo ele, essa é a chance do Tricolor Paulista descontar a eliminação sofrida diante do Santos nas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro.

Naquela oportunidade, Reinaldo saiu machucado (torção no tornozelo esquerdo) ainda no primeiro tempo da segunda partida.

“Eu estou sendo cobrado pelos torcedores nas ruas e estou cansado disso. Acredito que todos aqui estão pensando desta forma. Temos essa chance de desclassificar o Santos e não podemos desperdiçá-la”, discursou.

Reinaldo também está apostado no retorno do trio de ataque, formado por ele, Luís Fabiano e Kaká. “Fomos muito bem no Campeonato Brasileiro do ano passado e temos tudo para repetir isso agora contra o Santos”, acredita o jogador.

Os três foram responsáveis por 75 dos 154 gols da equipe no ano de 2002 (48,7% do total).

Futuro
O empresário do atacante, Gilmar Rinaldi, teve um primeiro contato com os dirigentes do PSG, que detém os diretos federativos, e as notícias não são boas. “Parece que eles não querem me emprestar novamente”, comentou Reinaldo, que tem contrato com o São Paulo até julho.

O clube do Morumbi quer alongar o empréstimo do atacante, pelo menos, até dezembro. “Eu não quero pensar muito nisso no momento. Eu estou mais concentrado no Santos e nessa partida decisiva”, finalizou.