Rei da Espanha agradece condenação do terrororismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de maio de 2003 as 10:47, por: cdb

O Rei Don Juan Carlos agradeceu o Papa João Paulo II por condenar os atos de terrorismo perversos e injustificáveis, que têm trazido o sofrido para o povo espanhol. Don Juan, que recebeu o Papa no aeroporto de Brajas, disse que João Paulo II é um “incansável lutador das causas nobres”.

– Reconhecemos vossa Santidade é um celebrador exemplar da mensagem universal da paz – disse Juan Carlos, que citou a mensagem Paz na Terra, do Papa João Paulo XXIII. A mensagem se baseia em quatro pilares: verdade, justiça, amor e liberdade como tarefa permanente.

O Rei da Espanha disse ao Papa que o país é moderno e dinâmico, fiel as suas tradições, cheio de esperanças, assim como um país orgulhoso de sua diversidade, que tem crescido graças ao clima de tolerância e convivência entre todos, baseado no diálogo e respeito mútuo. Ele destacou também que a Espanha tem assumido a defesa da liberdade e dos direitos humanos como valores que sustentam a vocação de solidariedade.

O Papa João Paulo II, que completa 83 anos neste mês, chegou em Madri, Espanha, na manhã deste sábado, onde ficará até segunda-feira. O papa teve que usar um elevador para sair do avião e um carrinho para avançar sobre o tapete vermelho preparada para ele. O Rei Juan Carlos e a Rainha Sofia receberam o pontífice.

Está é a quinta visita de João Paulo II a Espanha e a viagem de número 99 ao redor do mundo em 24 anos de papado.

João Paulo II vai beatificar cinco espanhóis. Um deles, Pedro Poveda, foi fuzilado pelas forças republicanas em 1936, durante os primeiros dias da guerra civil espanhola.