Reforma tributária será mais justa e eficaz, diz Palocci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de março de 2003 as 14:27, por: cdb

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, reiterou nesta quinta-feira, em entrevista na Escola de Administração Fazendária, em Brasília, que “sem nenhuma dúvida o governo vai mandar uma proposta tributária única ao Congresso Nacional, ainda no primeiro semestre”. O ministro destacou que não haverá nenhum tipo de experimentalismo tributário, acrescentando que será proposto o que for adequado.

Segundo Palocci, o objetivo da reforma tributária é ser mais justa para as pessoas físicas, e no caso das empresas, ter mais eficácia para a economia do País. O ministro adiantou que não há condição de reduzir a carga tributária este ano.

Mas explicou que com a expectativa de aumentar a base tributária, isso significa que alguns setores podem ser beneficiados com redução de alíquotas se for constatado que estão muito taxados. Com relação à CPMF, o ministro disse que o governo vai acompanhar os debates.

Palocci lembrou que até agora foram ouvidos os estados e é necessário saber a opinião da população. Acrescentou que para o governo não importa apenas a arrecadação, mais que ela seja de boa qualidade. Para ele, se for encontrada uma alternativa melhor para a CPMF ela deve ser acatada.