Red Bull Brasil goleia o XV de Piracicaba e garante vaga

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de setembro de 2011 as 15:13, por: cdb

Brigando por vaga e manutenção da vice-liderança do Grupo 03 da Copa Paulista, o Red Bull Brasil fez o dever de casa e venceu o XV de Piracicaba por  4 a 1, na tarde desta quarta-feira (21), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

 

Os donos da casa partiram para o campo ofensivo e abriram a contagem logo aos oito minutos, com Dão. O XV de Piracicaba ensaiou alguns contragolpes, mas o Red Bull Brasil ampliou aos 27, com Juan. Apostando na posse de bola, os donos da casa administraram a vantagem até o intervalo.

 

No segundo tempo, Leomir fez o terceiro logo aos três minutos e praticamente matou o jogo, mas o Nhô Quim não se entregou e descontou com Ceará, aos 16 minutos. Os donos da casa então, fizeram a bola correr e reforçaram a marcação para evitar surpresas. No fim da partida, aos 41 minutos, Lima fez o quarto e fechou a goleada em Campinas.

 

Com o triunfo em casa, o Red Bull Brasil alcançou os 23 pontos e se consolidou na vice-liderança, já o XV de Piracicaba, com 19, aparece na terceira posição.

 

Na próxima rodada, o Red Bull Brasil enfrenta o Itapirense, fora de casa, enquanto o XV de Piracicaba terá pela frente a Inter de Limeira, também fora de seus domínios.

Ficha técnica

Red Bull Brasil 4 x 1 XV de Piracicaba

Árbitro: Marcos Antônio Gomes Filho;
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Chacon Moreno;
Quarto árbitro: Marcelo Aparecido da Silva;
Data: 21 de setembro, às 16h;
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Red Bull Brasil: Gustavo; Dedê, Eduardo, Renan e João Paulo; Dudu, Luciano Sorriso, Juan e Leomir; Nena e Aleílson.
Técnico: Luciano Dias.

XV de Piracicaba: Wanderson; Vinicius Bovi, Marcus Vinicius, João Paulo e Ceará; Marcos Silva, Diego Araújo, Givanildo e Vinicius Reis; André Cunha e Paulinho.
Técnico: Moisés Egert.

Gols: Dão (RBB), aos 8, Juan (RBB), aos 27 minutos do primeiro tempo; Leomir (RBB), aos 3, e Ceará (XVP), aos 16, e Lima (RBB), aos 41 minutos do segundo tempo.