Rebelo: ‘Não há possibilidade da reforma não ser votada nesta terça’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de agosto de 2003 as 15:47, por: cdb

O quórum mínimo para que se coloque em votação nesta terça-feira, em segundo turno, a reforma da Previdência é de pelo menos 450 deputados em plenário. A afirmação é do líder do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Ele disse que não há possibilidade de a reforma da Previdência deixar de ser votada nesta terça. No primeiro turno, o projeto foi aprovado com votos do PFL e do PSDB.

Já o lider do PT na Câmara, Nelson Pellegrino (BA), garante que esse número de 450 deputados não inclui os pefelistas e tucanos dissidentes. Pellegrino ressaltou que o esforço da base do governo é garantir que seja cumprido o acordo feito no primeiro turno para a não apresentação de destaques de bancada na votação da reforma da Previdência em segundo turno.

O PDT insiste em apresentar uma emenda que trata do subteto para os servidores públicos estaduais.