PT suspende oito deputados rebeldes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de setembro de 2003 as 16:34, por: cdb

A Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores suspendeu por 60 dias os oito deputados petistas que se abstiveram durante a votação da reforma da Previdência, desrespeitando a decisão da Executiva do partido.

O presidente nacional do partido, José Genoíno, disse que a decisão teve por objetivo preservar a bancada.

– Não há uma posição de confronto com a disciplina e de oposição ao governo por parte desses parlamentares – declarou Genoíno. Segundo ele, a decisão foi tomada por 12 votos contra cinco. – Não queremos esgarçar a relação, mas repactuar – concluiu.

Os deputados punidos não terão direito a voto nas reuniões da bancada, mas poderão votar em Plenário. Foram os seguintes os deputados punidos: Ivan Valente (SP), João Alfredo (CE), Maria José da Conceição (DF), Mauro Passos (SC), Orlando Fantazzini (SP), Paulo Rubem Santiago (PE), Chico Alencar (RJ), Walter Pinheiro (BA).