PT não vai votar contra a instalação da CPI do grampo telefônico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de fevereiro de 2003 as 23:53, por: cdb

O ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, garantiu há pouco que o Partido dos Trabalhadores (PT) não votará contra a instalação de uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar grampos telefônicos a diversos parlamentares, caso ela seja necessária.

“Ninguém pode ser contra uma CPI, se ela é necessária. Seria um absurdo, uma vez que fomos vítimas dessa prática criminosa no ano passado, durante o processo eleitoral”, enfatizou.

O ministro ressaltou, no entanto, que a decisão de instalar a CPI é do Congreso Nacional. Ele lembrou que a Polícia Federal está investigando o caso e deverá fazê-lo até o fim para, depois, encaminhar as investigações para a Justiça. “Temos serenidade para analisar isso com cuidado, no momento adequado.

O Senado e a Câmara devem fazer o que for necessário”, defendeu. Questionado por jornalistas se teria diminuído o tempo em ligações telefônicas, temendo possíveis grampos, Dirceu brincou, afirmando que nunca falou no celular fora do que considera necessário.