Promotores rejeitam acordo DOJ-Microsoft

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de novembro de 2001 as 23:22, por: cdb

O tiro saiu pela culatra. Isto é o que deverá acontecer quando seis dos 18 estados americanos envolvidos no processo antitruste contra a Microsoft anunciarem sua rejeição ao acordo com a Microsoft anunciado no dia 02/11 pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Segundo informações divulgadas pelas agências de notícias, os procuradores dos estados norte-americanos da Califórnia, Wisconsin, Iowa, Connecticut, Kansas, Maryland, Florida, Massachusetts, West Virginia e do distrito de Columbia já manifestaram sua oposição e deverão comunicar à juíza Colleen Kollar-Kottely – a responsável pelo caso – que não aceitam o acordo.

Fontes ligadas ao processo judicial acreditam, entretanto, que os estados de Illinois, Ohio, Carolina do Norte, Nova York e Utah devem se juntar ao Departamento de Justiça norte-americano no acordo, enquanto que Kentucky, Louisiana, Michigan e Minnesota ainda não chegaram a uma decisão.

O estado de Massachusetts foi o primeiro estado a anunciar sua oposição ao acordo. O representante do estado, Tom Reilly, declarou que não assinará o acordo proposto pelo DOJ antes que algumas mudanças sejam feitas no acordo. Reilly não citou quais seriam essas alterações, mas, na sua opinião, o acordo não beneficiará nem a concorrência, nem os consumidores.

Pelo acordo fechado com o Departamento de Justiça, a empresa de Bill Gates deverá licenciar o sistema operacional para fabricantes pelo período de cinco anos. Ele também proíbe retaliações contra fabricantes que optarem por usar aplicativos e outros software que não levam a marca da Microsoft. Da mesma forma, a Microsoft também será obrigada a revelar suas interfaces de aplicativos – informações utilizados pelos desenvolvedores para criar programas compatíveis com o Windows – além de protocolos de servidores, para que aplicativos de terceiros possam trabalhar com PCs da mesma forma que os desenvolvidos pela Microsoft funcionariam.