Programa localiza jovem que sumiu em dezembro de 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de setembro de 2004 as 09:37, por: cdb

A adolescente Natasha Burle Almeida, de 14 anos, desaparecida desde dezembro de 2003, foi localizada em um abrigo de Laguna, em Santa Catarina, com o auxílio do programa SOS Crianças Desaparecidas, coordenado pela Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), órgão da Secretaria da Infância e da Juventude. O gerente do Programa, Luiz Henrique Oliveira, desembarcou na manhã desta quarta-feira em Santa Catarina com o pai de Natasha, o vendedor ambulante Carlos Alberto de Souza Almeida, para trazê-la de volta ao Rio.

Filha de pais separados, Natasha, que morava com o pai na Cidade de Deus, resolveu, em maio de 2003, ir ao encontro da mãe, Andréia Burle Néri, no Rio Grande do Sul. Depois de alguns desentendimentos com a mãe, Natasha deixou a cidade e foi parar em um abrigo em Laguna. Na instituição catarinense, a menina se identificou com o nome de Fernanda, o que dificultou sua localização.

Em dezembro de 2003, o pai da adolescente procurou ajuda da FIA. O material do SOS Crianças Desaparecidas, com a foto de Natasha, foi distribuído em todo o território nacional (aeroportos, rodoviárias, delegacias, escolas, hospitais, juizados da infância e da juventude, conselhos tutelares, estabelecimentos comerciais, meios de comunicação etc) e afixado em locais de grande movimento de pessoas.

A jovem foi identificada pelo juiz de Direito de Laguna, Maurício Fabiano Mortari, que comparou a menina à foto publicada no cartaz do programa. Após contato com a FIA, no Rio, foi comprovado que a menina que estava no abrigo era mesmo Natasha Burle Almeida.