Profissionais de saúde de Ribeirão e a região participaram de seminário sobre Álcool e outras drogas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de abril de 2012 as 15:06, por: cdb

Ribeirão Preto, 20 de Abril de 2012

Profissionais de saúde de Ribeirão e a região participaram de seminário sobre Álcool e outras drogas
Evento foi realizado no Centro de Especialidades e discutiu as possibilidades de tratamento e redução de danos

 

Foto Carlos Natal

Seminário atraiu profissionais da saúde de Ribeirão Preto e região

 
Cerca de 120 profissionais da área de saúde de Ribeirão Preto e região, ligados às secretarias municipais de Saúde, Educação, Promoção e Assistência Social, CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) e casas de recuperação, participaram na manhã desta quinta-feira, dia 19, do Seminário “Álcool e Outras Drogas: Dialogando Novas Possibilidades”. O evento, realizado no auditório do Centro de Referência em Especialidades, foi promovido pelo Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria Municipal da Saúde. “O número de profissionais inscritos nesse evento nos surpreendeu”, explica Fátima Regina de Almeida Lima Neves, coordenadora do Programa.

O seminário teve palestra da professora Solange Nappo, do Cebrid (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas), e de Renato Filev, doutorando do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes, da Universidade Federal de São Paulo.

Segundo a enfermeira esta atividade é continuidade do projeto Redução de Danos: Escola de Oportunidades, financiado pelo Ministério da Saúde. “Este projeto apoia e estimula a Redução de Danos, enquanto
diretriz de trabalho da Política de Saúde Pública”, explica Fátima.

A aplicação desta estratégia nos cuidados integrais voltados para o uso abusivo de álcool e outras drogas tem se tornado mecanismo fundamental e imprescindível da Rede SUS (Sistema Único de Saúde), possibilitando ampliar o acesso e a adesão ao tratamento dos usuários dependentes destas substâncias. “Os profissionais que trabalham diretamente com a questão precisam se aprimorar e criar estratégias de intervenção para lidar com o problema”, acrescentou.

Nos dias 23 e 24 e 29 e 30 de maio, a capacitação terá continuidade discutindo novos temas.