Profissionais da saúde participam de oficinas sobre Programa Nacional de Humanização

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 10:36, por: cdb

 

Durante todo o dia de hoje (29), no auditório do Centro de Formação Odilon Nunes, profissionais da rede de Atenção Básica em Saúde (ABS) de Teresina participam de Oficinas com o intuito de discutir a articulação da Humanização e o apoio institucional e organização dos processos de trabalho da ABS. As oficinas são uma iniciativa da Fundação Municipal de Saúde (FMS), da Prefeitura de Teresina. Participam das atividades, os coordenadores, gerentes e supervisores das coordenações regionais de saúde da FMS.

Annatália Gomes, consultora de Política Nacional de Humanização (PNH), do Ministério da Saúde no Piauí, afirma que essa política representa uma oportunidade de abranger todos os setores da saúde e incluir a humanização não somente no acolhimento e na atenção dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas também na relação entre profissionais e gestores administrativos.

De acordo com Adriana Farias de Carvalho, gerente de Atenção Básica da FMS, a ABS é desenvolvida a partir da elaboração de projetos de saúde individuais e coletivos para usuários e sua rede social, considerando as políticas intersetoriais e as necessidades da área de saúde.

“A PNH, que é adotada por toda a rede de saúde de Teresina, promove o incentivo às práticas promocionais da saúde, além de desenvolver formas de acolhimento e inclusão do usuário que promova a otimização dos serviços, a hierarquização de riscos e o acesso aos demais níveis do sistema efetivados”, explica Adriana Farias.

A PNH tem como princípios norteadores a valorização da dimensão subjetiva e social em todas as práticas de atenção e gestão no SUS, o fortalecimento de trabalho em equipe multiprofissional e apoio à construção de redes cooperativas, solidárias e comprometidas com a promoção da saúde.