Produção brasileira de alumínio primário diminui em outubro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de novembro de 2003 as 22:32, por: cdb

Em  outubro,  a  produção  brasileira  de  alumínio  primário  alcançou 111,6  mil  toneladas,  com  queda  de  1,4%  frente  as 113,2  mil  toneladas  produzidas  em  igual  mês  de  2002,  segundo levantamento  da  Associação  Brasileira  de  Alumínio
(ABAL).

Contribuiu  para  esse  resultado  a  queda  de  37%  em  outubro quando  comparado  a outubro  de  2002,  no  volume  de produção  da unidade  de  São Luiz  (MA),  que  pertence  as  empresas  Alcoa  e  BHP Billiton (consórcio  Alumar),  decorrente  de  falha  elétrica  na  linha  2 de  produção  em  julho.

Apesar  do  recuo  expressivo  da  produção  da Alumar,  a  produção  de  alumínio  primário  registrou crescimento  no período  de  janeiro  a  outubro,  atingindo  1.142,5  mil  toneladas,  4,8% superior  as  1.090,5  mil  toneladas  produzidas  no  mesmo  período  do ano  passado. 

A  expansão da  Companhia  Brasileira  de  Alumínio  (CBA),  iniciada  em  novembro  de 2002,  influiu  de  forma  significativa  nos  resultados.