Processo europeu contra Google pode beneficiar Microsoft e Yahoo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 as 11:39, por: cdb

A decisão da Comissão Europeia de iniciar uma investigação antitruste sobre as atividades do Google naquele continente pode ser o começo de uma luta longa e dura para a gigante de buscas, de acordo com analistas da indústria. Para o Google, o nível de distração poderia se elevar rapidamente caso a investigação leve à apresentação de novas queixas antitruste apresentadas por seus concorrentes, ou a investigações por reguladores de outros países, incluindo os Estados Unidos, dizem os analistas.

“Isso torna ainda mais atraente para qualquer companhia acusar o Google na Justiça”, diz Whit Andrews, um analista do Gartner. “As empresas americanas poderiam apontar para a Europa e dizer ‘nós não somos os únicos a pensar que o Google é tão poderoso’”.

Julia Holtz, principal advogada antitruste do Google, reconheceu em seu blog que a investigação da Comissão Europeia foi motivada por queixas apresentadas pela Foundem, um site de comparação de preços do Reino Unido, pela ejustice.fr, um serviço de buscas da França e pelo Ciao, site alemão de buscas que recentemente foi adquirido pela Microsoft. A CE confirmou a investigação e revelou que havia notificado o Google no mês passado. Analistas ressaltam que a Microsoft poderia sair ganhando se a investigação sobre o Google crescesse a ponto de se tornar um caso moroso e complicado.

O Google e a Microsoft tem se engajado há tempos em uma batalha que continua a crescer. A competição se estende a tudo, de aplicações corporativas ao mercado de buscas, e a luta se torna crítica para ambas as companhias. Rob Enderle, um analista do Enderle Group, se pergunta se o Google teria agido da mesma forma que a Microsoft, antes que esta tivesse tido sua própria coleção de acusações antitruste pela CE. A Microsoft assinou um acordo de encerramento de disputa com a CE no fim do ano passado.

“Isto pode ser um indicador de como o Google tem cometido os mesmos erros que a Microsoft, em vez de aprender com eles e evitá-los”, diz Enderle. “É claro, isso depende do que será descoberto, mas as agências do governo raramente saem dessas batalhas com as mãos vazias. Eles têm de justificar seu trabalho, então espere por uma descoberta ruim para o Google, acompanhada de sua respectiva multa.”