Prisioneiros iraquianos ajudarão na busca por armas proibidas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de maio de 2003 as 14:14, por: cdb

Integrantes do antigo regime iraquiano, presos pelas forças da coalizão anglo-americana, auxiliarão na busca por armas de destruição em massa no território do Iraque. A afirmação foi feita neste domingo, pelo secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, ao canal FoxNews

– Nunca acreditei que simplesmente cairíamos sobre as armas de destruição em massa nesse país. Saddam Hussein e todo seu regime aprenderam a viver com as inspeções da ONU – destacou Rumsfeld.

– O serviço de inteligência mostra que tentavam sistematicamente evitar que as armas fossem encontradas pelos inspetores – acrescentou.

– Vamos encontrar o que encontrarmos como uma consequência das conversas com pessoas, acredito, não simplesmente indo a algum lugar esperando encontrá-las – afirmou.

Ao ser perguntado se os oficiais mantidos sob custódia americana estavam fornecendo informações sobre as armas de destruição em massa, Rumsfeld disse que provavelmente são os oficiais de menor patente que fornecem as pistas mais interessantes.

– Teremos que encontrar pessoas não do maior nível, que são vulneráveis, obviamente, quando estão sob custódia, mas sim pessoas de um nível menor que estiveram envolvidas de uma maneira ou outra – destacou.

O secretário, porém, não confirmou se os prisioneiros dão as informações de forma espontânea.

Rumsfeld disse que ainda não sabe se Saddam Hussein está vivo, mas declarou que “se tivesse que dar um palpite, suspeitaria que ‘ele pode estar vivo” em algum túnel ou lugar subterrâneo. Porém, acrescentou: “Vamos encontrá-lo se estiver vivo”.