Principe Phillip quer os turistas fora do transito de Londres

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de julho de 2002 as 07:52, por: cdb

O príncipe Phillip, marido da rainha Elizabeth II, conhecido por suas gafes, propôs uma solução radical para o problema do trânsito em Londres: proibir que turistas visitem a capital britânica. Segundo o jornal vespertino Evening Standard, Phillip teria feito a proposta no meio de uma conversa com especialistas em turismo durante a inauguração, esta semana, da nova sede da Prefeitura de Londres.
A diretora da comissão de Cultura, Esportes e Turismo, Jeannette Arnold, disse ao jornal que o príncipe, depois de se inteirar de suas funções, lhe disse: “Naturalmente, o problema em Londres são os turistas. Congestionam o trânsito, bloqueiam as ruas. Se pudéssemos deter os turistas, colocaríamos um fim ao problema do trânsito”. Um porta-voz do palácio de Buckingham comentou que a declaração do príncipe foi feita em tom de brincadeira.
O turismo, na verdade, é um recurso vital para a economia da capital britânica. Todos os anos, turistas do mundo todo deixam na cidade cerca de US$ 12,4 bilhões. Sua abolição, inclusive, danificaria enormemente as finanças da família real, cujos palácios são mantidos em grande parte graças às contribuições dos visitantes.
A observação do príncipe é a última de uma longa série que há muitas décadas enche as páginas dos tablóides britânicos. Em 1981, por exemplo, em plena recessão econômica, o duque de Edimburgo disparou: “Todos afirmam que deveriam ter mais tempo livre. E agora todos se lamentam porque estão desempregados”.
Talvez sua pior gafe tenha sido a de 1986: durante uma visita de Estado à China, Phillip definiu Pequim como uma cidade “terrível” e alertou a alguns estudantes britânicos que moravam na capital chinesa para tomarem cuidado “para que seus olhos não fiquem puxados”.Na sua visita ao Brasil, o príncipe, ao ver o uniforme de um almirante coberto de medalhas perguntou: “Presumo que foram ganhas nas batalhas do Paranoá”.O almirante escafedeu-se.Paranoá, para os que não conhecem a capital brasileira, é o lago artificial de Brasília.