Primeiro Ministro do Paquistão anuncia cessar-fogo na região da Caxemira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 09:58, por: cdb

O primeiro-ministro do Paquistão, Zafarullah Jamali, anunciou cessar-fogo na Linha de Controle, que divide as áreas indiana e paquistanesa da Caxemira, como um gesto de benevolência com a Índia.

Em um discurso que marcou seu primeiro ano no poder, Jamali disse que as forças paquistanesas vão deixar de atirar no feriado de Eid Al Fitr, uma das mais importantes festas muçulmanas, que acontece na próxima semana.

Ele disse esperar que a Índia responda positivamente a este gesto. O governo indiano ainda não se manifestou sobre o assunto.

A decisão segue medidas anunciadas inesperadamente pela Índia em outubro, de que o país melhoraria seus laços com os vizinhos.

Negociações

As propostas, reveladas pelo ministro das Relações Exteriores da Índia, Yashwant Sinha, incluíam a retomada de partidas de críquete e um aumento nos meios de transporte entre os países.

Mas nada foi falado sobre um diálogo direto para definir a situação da Caxemira.

As forças armadas dos dois países trocam tiros quase que diariamente na Linha de Comando. Os dois países já se enfrentaram em três guerras desde que o Paquistão se tornou independente da Grã-Bretanha em 1947. Duas dessas guerras foram por causa da Caxemira.

Depois do atentado ao Parlamento da Índia no final de 2001, quando cinco homens armados entraram no prédio e mataram nove pessoas, as relações entre os dois países vizinhos piorou.

Os dois governos enviaram cerca de 1 milhão de homens para a fronteira, o que levou a uma preocupação por parte da comunidade internacional sobre uma possível guerra.