Primeiro clássico paulista termina empatado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de janeiro de 2003 as 22:30, por: cdb

Em uma partida tecnicamente fraca, na noite desta quarta-feira, Corinthians e Portuguesa empataram por 1 x 1, no primeiro clássico do Campeonato Paulista 2003.

Renato no primeiro e Róbson, na etapa complementar, marcaram os gols no Pacaembu, que recebeu um pequeno público.

Com o resultado, o Timão chegou aos quatro pontos, enquanto a Lusa marcou o seu primeiro. O São Caetano, com duas vitórias, lidera o Grupo 3.

O time do Canindé, que nas últimas seis partidas contra o Corinthians havia perdido cinco, evitou que o alvinegro alcançasse a vitória de número 2500 da história.

Perdida em campo, a Portuguesa foi uma presa fácil para o Corinthians no primeiro tempo. Apenas Édson Araújo, em algumas jogadas individuais, preocupou a defesa alvinegra.

Logo aos 6mim, Deivid quase abriu o placar. De fora da área, o camisa nove chutou forte e a bola passou à direita de Gléguer. Kleber e Rogério, em lances parecidos, também assustaram.

Emprestado à Lusa pelo Timão, até o final do ano, Gléguer estava bem na partida. Até que, aos 33mim, falhou e o Corinthians marcou.

Renato levantou a bola na área. Fábio Luciano tentou desviá-la, não conseguiu, e o lance acabou enganando o goleiro rubro-verde. “O Fábio me atrapalhou. Pensei que ele iria tocar de cabeça”, justificou.

O Timão continuou melhor. No entanto, a Portuguesa conseguiu encaixar um bom contra-ataque aos 45min e por muito não empatou. Édson Araújo recebeu bom cruzamento e cabeceou firme. Doni fez grande defesa.

O Corinthians voltou apático dos vestiários. Melhor para a Lusa, que empatou o clássico aos 11mim. De fora da área, Róbson chutou forte e Doni nada pôde fazer. A bola desviou em Ânderson.

A partida ficou novamente movimentada. Geninho trocou Leandro por Lucas e Rafinha, da Portuguesa, que havia entrado no intervalo, repetiu as boas atuações da Copa São Paulo de Juniores.

O garoto infernizou a defesa alvinegra. Aos 33min, sofreu uma falta na entrada da área que Elder, chutando forte, por pouco não virou o jogo. Doni evitou o pior.

Gléguer respondeu aos 38min, espalmando um petardo de Pingo, que substituiu mais uma vez Vampeta. Das arquibancadas, a Fiel limitava-se a gritar: “Libertadores, Libertadores”. O Corinthians estréia na competição sul-americana no dia 5, contra o Cruz Azul ( do México).

CORINTHIANS 1 x 1 PORTUGUESA

Corinthians
Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Pingo, Fabinho e Renato (Juliano); Deivid (Liedson), Leandro (Lucas) e Gil
Técnico: Geninho

Portuguesa
Gléguer; Ricardo Lopes, Marcelo Fernandes, Júnior e Badé (Rafinha); Capitão, Elder, Rocha (Rissult) e Éder; Edson Araújo e Róbson (Ivan)
Técnico: Flavio Lopes

Data: 29/01/2003 (quarta-feira)
Horário: 20h30
Local: Estádio do Pacaembu
Árbitro: Cleber Wellington Abade
Cartões amarelos: Ânderson, Rogério (C); Marcelo Fernandes, Gléguer, Capitão, Ricardo Lopes (P)
Gols: Renato, aos 33min do primeiro tempo; Róbson, aos 11min do segundo tempo