PRF registra 71 mortes durante o feriado prolongado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de outubro de 2015 as 13:23, por: cdb

Por Redação, com agências – de Brasília/São Paulo:

Durante os quatro dias de feriado prolongado, iniciado na última sexta e finalizado na segunda-feira, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 1.037 acidentes e 71 óbitos em rodovias federais que cortam o país.

De acordo com balanço preliminar divulgado nesta terça-feira, durante o mesmo período, homens da corporação fiscalizaram 92.038 pessoas e emitiram 19.958 multas, além de recolher 508 veículos por diversas irregularidades.

– Excesso de velocidade, ultrapassagens irregulares, embriaguez ao volante e a falta de itens de segurança, tal como cadeirinhas e cintos de segurança, foram pontos focais das ações – informou a PRF.

A Operação Aparecida registrou ainda 24.746 testes de etilômetros feitos em rodoviais federais. Ao todo, 497 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcooll, sendo que 80 deles excederam os limites tolerados pela legislação e foram presos.

A Operação Aparecida registrou ainda 24.746 testes de etilômetros feitos em rodoviais federais
A Operação Aparecida registrou ainda 24.746 testes de etilômetros feitos em rodoviais federais

Lentidão na volta

A volta do feriado do Dia da Padroeira do Brasil provocou congestionamento em várias rodovias paulistas. Por volta das 17h de segunda-feira, o movimento foi maior nas estradas que ligam o interior à capital.

Segundo a Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a previsão era de que 2,5 milhões de veículos circulassem pela região metropolitana de São Paulo neste feriado.

Nas rodovias que ligam o litoral à capital paulista, o movimento foi intenso na tarde. Segundo a Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta/Imigrantes, houve grande movimentação de veículos no trecho de serra da Anchieta, sentido capital. Na Imigrantes, o tráfego também foi intenso no trecho de serra, sentido São Paulo. A previsão era de que entre 240 mil e 370 mil veículos trafegassem por esse sistema neste feriado.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, administrado pela Ecopistas, houve um ponto de congestionamento na Rodovia Carvalho Pinto, entre os quilômetros (km) 88 e 85, sentido capital, próximo a Jacareí. Nos demais pontos, o tráfego fluiu normalmente.

Na Tamoios, que liga as cidades de Caraguatatuba, no litoral norte, a São José dos Campos, o tráfego também foi intenso no sentido capital, principalmente na região de serra.

No sistema Anhanguera/Bandeirantes, que liga a capital ao interior e é administrado pela CCRAutoBan, o movimento foi intenso na Anhanguera, na altura da cidade de Jundiaí, entre os kms 62 e 59, sentido capital. Na Bandeirantes, houve movimento intenso entre os kms 70 e 56, também sentido capital, próximo a Jundiaí.

No sistema Castello Branco/Raposo Tavares, que também liga a capital ao interior e é administrado pela CCR ViaOeste, houve grande movimentação de veículos na Castello Branco, sentido capital, entre os kms 53 e 52, e entre os kms 65 e 55.

Na Autopista Régis Bittencourt, que liga a capital ao Paraná, o tráfego foi lento no sentido capital paulista, nos kms 354 a 352 (na Serra do Cafezal), nos kms 57 e 44 e entre os kms 292 e 280.

Na Fernão Dias, que liga São Paulo a Minas Gerais, houve lentidão entre os kms 46 e 62, sentido capital paulista, por excesso de veículos.