Presos cubanos: Maradona apela a Obama

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 20 de setembro de 2011 as 20:02, por: cdb

Por Iroel Sánchez, no blog cubano La Pupila Insomne:O gigante do futebol argentino e mundial, Diego Armando Maradona, somou-se à campanha internacional pela liberdade dos Cinco Patriotas ao enviar uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em que pede para acabar com a injustiça que já dura mais de 13 anos.No texto, Maradona afirma que “você, Senhor Presidente, tem a oportunidade de mudar a história das relações entre seu país e à República de Cuba. Toda a América Latina observa-o e confia que compreenderá a gravidade destes atos.Respeitosamente peço que, usando seus poderes constitucionais, liberte imediatamente Geraldo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando González e René González, e que a justiça seja finalmente feita”.Desta maneira, Maradona se une ao clamor internacional ao completar 13 anos da cruel e injusta prisão dos Cinco, quando foram negados seus direitos a um julgamento justo e condenados sem provas por atos que não cometeram. Outras personalidades argentinas que exigiram a liberdade são, entre outras, o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel; Hebe de Bonafini, presidenta da Associação Mães da Plaza de Mayo; Estela de Carlotto, presidenta da Avó de Plaza de Mayo; Leandro Despouy, auditor geral da Nación, bem como dezenas de deputados, senadores, dirigentes de organizações políticas, sindicais, sociais, universitárias, etc.