Presidente pede que oposição pare de torcer contra o Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de janeiro de 2008 as 12:07, por: cdb

A reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a equipe de coordenação política foi adiada. A princípio a reunião está marcada para esta terça-feira. Segundo informou a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, a reunião foi adiada por causa de coincidência de agendas de alguns ministros com o horário da reunião. Com o cancelamento, os compromissos de Lula foram mantidos, mas com alteração de horários. Em seu programa semanal, no início da manhã, no entanto, o presidente mandou um recado para a oposição, no qual pede que pare de torcer para que as coisas dêem errado. O presidente afirmou que o Brasil bem administrado pode dar certo.

– Lamentavelmente, no Brasil, temos um setor muito minoritário que passa dias, semanas e meses torcendo para que as coisas não dêem certo. Acontece que as coisas estão dando certo no Brasil porque é a vontade do povo brasileiro, dos empresários brasileiros e o acerto das coisas que estamos fazendo juntos está provando que o Brasil, bem administrado, pode dar certo. Agora, é só a gente continuar fazendo as coisas certas que o Brasil vai dar um salto de qualidade. O emprego vai acontecer, os salários vão acontecer, afinal de contas, é pra isso que nós brigamos tanto tempo para chegar à Presidência da República. Acho que o Congresso Nacional também quer isso, a sociedade deseja isso, os trabalhadores reivindicam isso, há décadas, e eu penso que a oposição precisa começar a compreender que é importante ela também começar a torcer para que as coisas boas aconteçam aqui no Brasil – disse.

Lula da Silva também recomendou aos brasileiros prudência e responsabilidade no carnaval. Ele disse também que por conta do feriado prolongado, na semana que vem, a Polícia Rodoviária Federal fará a maior operação de toda sua história nas estradas brasileiras. No programa Café com o Presidente, ele lembrou a medida provisória assinada na semana passada que proíbe, a partir de 1º de fevereiro, a venda de bebidas alcóolicas nas rodovias federais e a classificou de necessária para evitar acidentes.

– Era uma coisa que precisava ser feita. Faz mais de um ano que isso está sendo discutido dentro do governo, e nós chegamos à conclusão de que se algumas pessoas não agem com responsabilidade, o governo precisa ir com responsabilidade e criar mais dificuldades – justificou.

O presidente disse ainda que aproveitará o feriado de carnaval para descansar.

– Pretendo viajar no sábado e passar o carnaval fora – afirmou.

Na edição desta segunda-feira do programa, que antecede o carnaval, o presidente Lula pediu responsabilidade.

– Eu não queria me despedir sem pedir ao povo brasileiro que gosta de carnaval que tome muito cuidado. Eu acho que todo mundo tem o direito de brincar, de se divertir, mas é importante lembrar que na semana seguinte todos nós temos que trabalhar e cuidar das nossas famílias. Portanto, vamos nos divertir com responsabilidade – afirmou.